Nos últimos meses, o Sírio trouxe para os associados diversas novidades gastronômicas para rechear os finais de semana no Clube com muitas delícias da culinária internacional. E como não poderia faltar, todos puderam degustar e conhecer uma opção bastante enraizada na história dos povos árabes e, principalmente, da própria Síria.

Kebab, kabob, kebap, kabab, döner kebab, gyrus, shish kebab, kafta, kofta, kefta, michuí, souvlaki, chelo kabab, tas kabab… Enfim, o prato em questão pode ser encontrado com todos esses nomes e ainda mais
alguns outros, mas, para nós, Shawarma. Alguns significam espetos giratórios, outros, carne moída no espeto, arroz com carne, ou ainda carne de panela. A história mais conhecida, é a de que a palavra kebab, tenha origem turca, e significa “carne frita”. Somente em um segundo momento, ganhou a tradição de ser um grelhado, onde era consumido com pão árabe ou pão sírio por soldados em campanha, durante o império turco-otomano, pois assim a alimentação se tornou mais fácil e rápida, ou seja, o princípio do que temos como fast food.Shawarma

Hoje, o nosso Shawarma pode ser encontrado pelos quatros cantos do mundo, tornou-se popular exatamente por entrar no hall de comidas rápidas. No Brasil, principalmente em São Paulo, o prato está presente nas ruas em sua versão mais popular, conhecida como Churrasco Grego, que é servido no pão francês. Mas também pode-se achar em versões mais requintadas, tanto em restaurantes de culinária árabe, quanto em empreendimentos
especializados em fast food.

A título de curiosidade, o Shawarma também foi comentado no filme Os Vingadores (em inglês The Avengers) de 2012, em sua cena final. Acompanhe a programação do Clube e não perca a próxima oportunidade de degustar esse verdadeiro “churrasco das arábias”!